Matusalém & Castelan Advogados Associados

OAB/SC sob o n⁰ 1076/2005

Especializado em Direito Previdenciário

 

Notícias

Últimas notícias

INSS: Cálculo de aposentadoria

23/05/2012

Acesse o site do Ministério da Previdência e simule você mesmo o tempo de contribuição, o prazo para completar sua aposentadoria e o valor do benefício
Você sabe quanto tempo falta para sua aposentadoria no INSS? Esse cálculo pode ser feito acessando o site www.previdencia.gov.br. Antes, tenha em mãos a carteira de trabalho e o número do PIS/Pasep ou do cartão de inscrição de Contribuinte Individual.
Ao entrar na página principal, escolha a opção Agência Eletrônica do Segurado (no meio da tela) e clique na seção “Lista Completa de Serviços”. Esse ambiente oferece duas opções: “Simulação da Contagem do Tempo de Contribuição” e “Simulação do Valor do Benefício de acordo com a Lei nº 9.876 de 29/11/1999”.
Antes de simular o valor do benefício, faça o cálculo do tempo de suas contribuições. Os formulários são autoexplicativos. Após preencher os dados, o sistema fornecerá um relatório simulando o tempo de contribuição ou o valor do benefício, caso você já tenha direito á aposentadoria integral ou proporcional. Para ter direito ao benefício, o segurando deve preencher todos os requisitos legais. Vale lembrar, no entanto, que esses cálculos são apenas simulações.
Aposentadoria por tempo de contribuição
A aposentadoria por tempo de contribuição pode ser integral ou proporcional. Para ter direito à aposentadoria integral, o trabalhador homem deve comprovar pelo menos 35 anos de contribuição e a trabalhadora mulher, 30 anos.
Já a aposentadoria proporcional exige dois requisitos: tempo de contribuição e idade mínima. De acordo com a Emenda Constitucional nº 20, de 1998, somente os beneficiários inscritos no Regime Geral da Previdência Social até o dia 16 de dezembro de 1998 têm direito à aposentadoria na modalidade de contribuição proporcional.
Os homens podem requerer aposentadoria proporcional aos 53 anos de idade e 30 anos de contribuição, mais um adicional de 40% sobre o tempo que faltava em 16 de dezembro de 1998 para completar 30 anos de contribuição.
As mulheres têm direito à proporcional aos 48 anos de idade e 25 de contribuição, mais um adicional de 40% sobre o tempo que faltava em 16 de dezembro de 1998 para completar 25 anos de contribuição.
Carência
Para ter direito à aposentadoria integral ou proporcional, é necessário também o cumprimento do período de carência, que corresponde ao número mínimo de contribuições mensais indispensáveis para que o segurado faça jus ao benefício, sendo neste caso de 180 contribuições mensais.
Regra de ouro
Vale lembrar que quanto maior for o tempo de contribuição e a idade do segurado, maior será o valor do benefício futuro, pois os cálculos são feitos com base no Fator Previdenciário, que leva em consideração o tempo de contribuição, a expectativa de sobrevida e a idade no momento da aposentadoria.
Aposentadoria por idade
Têm direito ao benefício os trabalhadores urbanos do sexo masculino a partir dos 65 anos e do sexo feminino a partir dos 60 anos de idade. Os trabalhadores rurais podem pedir aposentadoria por idade com cinco anos a menos: a partir dos 60 anos, homens, e a partir dos 55 anos, mulheres. Neste caso, a carência também é de 180 contribuições.
Simulações
Agora, confira algumas simulações que fizemos no portal da previdência social para calcular o valor do benefício INSS.
Atenção! Simulações efetuadas em maio de 2012, para segurado que contribuiu pelo teto do INSS desde julho 1994.  (Funcef/AssPreviSite)

FONTE: ANAPAR